Ceos club
Estratégia

CEO Estratégico de Startups Tecnológicas Consolidadas Orlando Custódio da Silva Filho

Estamos em uma sociedade em rede que é menos padronizada, hierárquica e mais criativa. A globalização desconstruiu todas as certezas anteriores. A arquitetura e design dos negócios mudaram e a missão também: buscar o lucro e a construção de um mundo melhor.

Jean Oliskovicz

Jean OliskoviczJean sonhava em ver seu trabalho ajudando muitas pessoas a atingirem seus objetivos, com esta visão vem se especializando nos últimos 14 anos em Desenvolvimento Humano, já tendo treinado mais de 35mil pessoas, das mais diversas áreas. Master Coach e Terapeuta Comportamental, é especialista em desenvolvimento de visão de alta liderança, atuando principalmente com Presidentes, CEO’s e Empresários de diversas empresas, tais como: TIM, CONSUL, Grupo META, GIASSI, BRASTEMP, ANGELONI e BALANTEC.

30/01/2019 12h16Atualizado há 4 meses
Por: Cristian Ribeiro
Orlando Custódio, CEO da Leyard Brasil e América Latina
Orlando Custódio, CEO da Leyard Brasil e América Latina

1 A SOCIEDADE EM REDE

Estamos em plena era da indústria 4.0, movida pela internet das coisas e por big data para desenvolver ciber-sistemas físicos e fábricas inteligentes, da sociedade 5.0 e do mercado das startups tecnológicas consolidadas ou estáveis onde negócios se digladiam por competitividade como numa luta de MMA.

E isso impacta diretamente na liderança das startups, em que gestores são pressionados diariamente para inovar, motivar e gerir seus colaboradores, ao mesmo tempo em que lidam com novas responsabilidades e circunstâncias líquidas.

Startups são organizações intensivas em conhecimento e onde elas operam não deixam pedra sobre pedra do mundo moderno.

Os líderes estratégicos idealizam e tentam concretizar seus ideais; são híbridos de estilo gerencial, aquele que nunca sonha e do visionário, que apenas fantasia.

O líder estratégico projeta empresas e pessoas não a partir do que já é conhecido; ele estimula a visão de possibilidades e lugares onde ninguém jamais esteve e onde estão as oportunidades com que contam.

2 QUALIDADES DO LÍDER ESTRATÉGICO

O líder estratégico tem novas habilidades, qualidades e network: é horizontal, como sua organização. Atribui responsabilidades, inspira e entusiasma. Tem estilo e business plan. É conectado ao geral. Estimula a criação da diversidade. Envolve. É ético. Convive com as ambiguidades. Associa o lucro com a construção do mundo. Acredita que o parceiro é cidadão. Incentiva a inovação responsável. É editor de cultura. Inventa o futuro.

3 O PERFIL DO LÍDER MODERNO

Neste contexto, o curitibano Orlando, de família mórmon e de valente pai militar e de irmãos policiais federais incorruptíveis, se tornou o CEO estratégico e líder exponencial que acumula qualidades éticas e alto nível de perfomance, de maior sucesso no Brasil, com inserção no mercado internacional de painéis de LED de fine pitch e de projetos de digital signage.

Orlando se preocupa menos com status e mais com estilo.

Por não tolerar falcatruas, práticas corruptas, incorretas, deslealdade, conspiração no corredor e ambientes negativos, se consolidou como líder honrado com valores, crenças e propósitos que melhor se alinham com o mundo tecnológico. É um influenciador digital valioso.

É consciente do imenso poder que tem de influenciar e impactar positivamente uma situação. E coragem não lhe falta para fazer escolhas corretas, mas não necessariamente as mais fáceis. Coragem para incluir na esfera corporativa toda a diversidade, pluralidade e complexidade do mundo. Coragem para abandonar práticas que não mais geram valor, ainda que isso signifique lidar com frustrações. Orlando não é um CEO para o mundo de ontem, mas para o mundo de amanhã.

E, como sempre diz, “não se desenvolve liderança estratégica de uma hora para outra. É um processo que dura a vida inteira, e, quanto maior for o engajamento, maior será o potencial de se tornar o líder que se é capaz de ser. Nunca pare de aprender, nunca esqueça que seu maior valor potencial não está em sua liderança, e sim em sua capacidade de identificar pessoas com potencial e ajudá-las a se tornarem líderes de sucesso”. 

4 A INSERÇÃO INTERNACIONAL

“A internacionalização é uma das estratégias utilizadas pelas startups na busca por maior competitividade através da expansão dos mercados de atuação”, confessa Orlando.

Com mais de uma década de experiência em startups de tecnologia consolidadas de painéis de LED de fine pitch, Orlando tem uma expertise inigualável e irrepetível. Sua estratégia de marketing digital adotada se foca no experiencial e presencial.

O líder exponencial e estratégico curitibano Orlando sempre apostou que tecnologia de inovação disruptiva produz aos parceiros experiências que passam pelo imaginário, pela informação, pela publicidade, por filmes, shows, apresentações, games, entre outros.

Fato é que sua liderança estratégica e exponencial gira em torno da otimização de processos e da produtividade a fim de aumentar a competitividade das startups e a satisfação do parceiro. Para isso recomenda: há que se quebrar o modelo cartesiano para um paradigma de liderança estratégica e exponencial se quiserem sobreviver em um mercado complexo e que está em constante metamorfose. E captar erros como oportunidades de crescimento.

5 O GRUPO CRIA POSSIBILIDADES DE QUE CADA INDIVÍDUO APAREÇA E CONSTRUA UM MUNDO MELHOR

Orlando, que é líder sênior, proativo e tomador de decisão, sabe que seus parceiros e colaboradores têm marcas a construir, organizações para gerir, entretenimento a criar e seus próprios parceiros a fidelizar. Tudo isso exige a mais alta qualidade, confiabilidade e desempenho visual. A exibição de informações e imagens em alta definição é essencial para as experiências que ajuda a proporcionar – e para os resultados dos negócios gerados, aposta Orlando, o mais chinês dos CEOs brasileiros. Ele profetiza que decisões estratégicas impactam nas startups e ambiente de trabalho. Empoderar os colaboradores com características empreendedoras nas startups é a sua missão.

Por todas estas qualidades estratégicas, Orlando, que tem tudo para ser um novo rock star, nos revela o segredo do sucesso: o maior ativo e capital de qualquer startup tecnológica consolidada de digital signage é o CEO.

Conclui-se então que no mundo da tecnologia a imagem do CEO estratégico se confunde com a imagem da própria startup. E o CEO do futuro articula em sinergia, liderança gerencial e visionária.

 

REFERÊNCIAS 

SALIM, Ismail; MALONE, Michael S.; VAN GEEST, Yuri. Organizações exponenciais: por que elas são 10 vezes melhores, mais rápidas e mais baratas que a sua (e o que fazer a respeito). São Paulo: HSM, 2015.

SCHWAB, Klaus. A quarta revolução industrial. São Paulo: Edipro, 2016.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários